Falhas na investigação do caso Isabella afetam José Serra.

Falhas na perícia (realizada 8 vezes!),não preservação do local do crime e estrelismo de policiais envolvidos na investigação do "Caso Isabella" mostram despreparo da Polícia paulista após 15 anos de governo do PSDB no Estado De São Paulo, e afetam pretensões políticas do governador José Serra.


A impressionante sucessão de erros na investigação do "Caso Isabella", que chocou a população brasileira, mostra fracasso das políticas de segurança do PSDB nos 15 anos que este partido vem governando o Estado De São Paulo.

As trapalhadas na condução da investigação da morte da menina Isabella Nardoni vão desde a não preservação do local do crime pela Polícia Militar (que chegou primeiro ao apartamento de onde a garota foi jogada), passam pela liberação do imóvel para os familiares depois da realização da primeira perícia pela Polícia Civil e chegam a repetição desta perícia por 8 vezes em uma "cena" de crime já totalmente desfigurada.

Mesmo com as pistas deixadas no apartamento pelo casal Nardoni, principal suspeito no caso, as falhas na perícia oriundas da não preservação do local do crime poderão ocasionar a impunidade dos assassinos.

Além disso, o estrelismo de alguns policiais envolvidos na investigação, dizendo que "99% do caso estava esclarecido", ou acusação direta ao pai de Isabella por uma delegada no dia seguinte ao crime, ou mesmo o "vazamento" de informações da investigação para a imprensa quando o caso estava em sigilo de Justiça mostraram o descontrole da cúpula da Segurança Pública paulista sobre quem investigava o crime. Delegados ávidos pelos seus "15 minutos" de fama reforçaram a impressão de que a Polícia estava perdida em relação ao caso durante a maior parte do tempo.

Todos estes fatos demonstrando ineficiência, despreparo e descontrole levam a população a tirar conclusões negativas em relação a política de Segurança Pública implementada pelo PSDB em 15 anos de governo em São Paulo e, principalmente, pelo atual governador José Serra.

Já enfrentando problemas com o retumbante sucesso da administração de Luís Inácio Da Silva, o "Lula" na Presidência Da República, e com as brigas internas do PSDB, e deste com o DEM pelo eleitorado de direita nas grandes cidades do País; José Serra tem nas trapalhadas na investigação do "Caso Isabella" mais um motivo para ver o seu sonho presidencial cada vez mais distante.

Por marcosomag

AddThis Social Bookmark Button

1 comentários

  • Jussara Seixas  
    24/4/08 7:38 AM

    O banquete da menina morta
    A morte, a tragédia, serviu novamente de palco. Os mesmos que se valeram das mortes do acidente da TAM por motivos eleitoreiros, para ficarem em foco na mídia, para não serem esquecidos, para serem vistos por milhões de pessoas,manipularam a morte da menina Isabella. Novamente se locupletaram os abutres com penas de pavão na frente das câmeras, no calor dos holofotes e sob quilos de maquiagem. O padre Marcelo Rossi, Serra, Xuxa, Ivete Sangalo,Alckmin, Kassab, Zezé de Camargo & Luciano, entre outros, participaram do megashow promovido para aproveitar e incentivar a comoção, para que esta ficasse ainda mais brilhante, mais em evidência. Um circo de horror nojento,no qual a menina morta foi servida em banquete. E tudo foi feito com apoio da Globo, que vendeu o banquete a patrocinadores e recebeu uma grana farta. Muitos encheram os bolsos, outros buscavam votos. Essa gente não tem sentimentos, não tem compostura, não tem senso do ridículo, não tem senso nenhum, não respeita as pessoas. Eles só não querem desperdiçar a oportunidade de dar entrevistas a revistas e jornais, de aparecer na telinhada Globo. Nojento, simplesmente nojento.
    Jussara Seixas

Postar um comentário