A capa da Veja Sobre "o Partido do Polvo"

Por Johan

Para a revista mais reacionária do país, no seu desespero eleitoral, só restou a criação de frases jocosas como a da capa. O ’partido do polvo’, claro, que é o partido de um outro molusco, a lula, ou melhor o Lula. E aqui se encerra toda a profunda crítica política da retaguarda do atraso, a revista Veja.

O Partido dos Trabalhadores, em uma ampla coligação que podemos definir como "centro-esquerda, derrota a cada dia a campanha midiática que a Veja insiste em se colocar orgulhosamente a frente, como uma espécie de rei deposto governando seu umbigo. Essa direita histérica se organizam de modo cada vez mais semelhante aos sebastianistas esperando a ressureição de seu rei morto nas urnas de 2002, El Fernando Henrique Cardoso... Para tal, acreditam que derrubarão com suas trombetas as muralhas de Jericó. E haja volvuzeladas permanentes de todo conglomerado midio-conservador. Mas se as volvuzelas incomodam muita gente, não prejudica o espetáculo do jogo, o famoso ’espetáculo do crescimento’, o crescimento da candidata da centro-esquerda, Dilma Roussef.

Entrará nos anais do jornalismo a maior barrigada jornalística da história deste grande país, a manchete ’trombeteante’ que diziam em letras garrafais e imperativas que ’Lula não fará seu sucessor’. E lá, no primor de imparcialidade e objetividade, vaticinava o que a história registrará como o maior fiasco jornalístico da direita. Tudo que espero é que no comício da vitória nossos camaradas providenciem cartazes gigantes com a matéria da veja, e o título: "Lula não fará seu sucessor".

Que registrem para todas as gerações seguintes nesse ato de que a candidata que venceu em primeiro turno de forma retumbante, recebeu seu batismo de vitória numa reportagem da arqui-direitona Veja declarando que ela sequer ultrapassaria os 15%, ele vencerá acima dos 60% de votos válidos, como demonstra as pesquisas.

A direita midiática não tem escrúpulos, ela passou 8 anos consecutivos desconstruindo Lula, e sequer se constrange em repetir a estratégia eleitoral de seu candidato de se aproximar do voto lulista. A revista mais anti-lulista do país, a Veja, repete em um dos seus artigos a paródia de Serra encenando que Dilma estaria com Collor, e estaria repetindo a mesma estratégia que o Collor usou contra Lula. Assim, segundo eles, Dilma, candidata do Lula, seria igual ao Collor, inimigo do Lula. E que Serra, seria como Lula, sofrendo o mesmo ataque. Dá para acreditar? Será que os historiadores do futuro saberão perceber e regitrar toda monumental farsa dessas eleições?

Talvez sim, talvez não, o que sabemos é que o povo soube perceber, e por isso elegerá Dilma com mais de 60% de votos. A imagem do ’polvo’ se apoderando do símbolo da República, com seus muitos tentáculos, não se enganem, essa imagem não é do partido do povo, ela era usada pelo partido elitista romano, os Partido Optmates, para esnobar o modo como eles viam aquela ’multidão’ como uma massa vulgar inferior. Os tentáculos deste povo está se apoderando daquilo que o significado de República sempre afirmou formamente de que é dele, isto é, a coisa é pública (República), o poder é do povo (Democracia).

Mas é falso afirmar que esse processo estar por acontecer, esse terror da elite de que o poder seja do povo(republicano), pelo povo(democrático) e para o povo(social), ele já ocorre desde 2002, e seus grandes frutos terão como ato triunfal a reeleição do projeto centro-esquerdista em primeiro turno com uma retumbante vitória de Dilma Roussef no ano de 2010. Mesmo apesar de tantas vulvuzelas megalomaníacas.

Fonte: BrasilWiki!

AddThis Social Bookmark Button

1 comentários

  • JSR  
    6/9/10 8:36 AM

    Já fiz um comentário, não sei se foi enviado corretamente, por isso faço de novo.

    Agradeço camarada por ter postado um artigo meu, peço que atualize com esse meu outro artigo, melhor trabalhado

    http://ocommunard.wordpress.com/2010/09/05/o-polvo-da-veja-e-o-novo-brasil/

    Se tiver alguma dúvida de se tratar da mesma pessoa, pode me fazer qualquer pergunta no BrasilWiki para confirmar.

    Creio que esse meu outro artigo irá contribuir mais e melhor para realizar uma crítica contundente a vexatória e indignante capa da Veja.

    Agradeço a atenção

Postar um comentário