Governo José Serra prejudica saúde dos servidores

O projeto do governador José Serra que estabelece o limite de seis faltas ao ano e no máximo uma por mês para consulta exames ou sessão de tratamento de saúde, para os servidores públicos está figurando como item prioritário na pauta de votação da Assembléia.

A propositura neste momento passa por discussões em plenário e sofre obstrução da Bancada do PT na Assembléia, que considera a proposta do governo um desrespeito ao trabalhador estadual. “ Os servidores do Estado sofrerão com as conseqüências desta medida e terão dificuldades de buscar ações preventivas e acompanhamentos médicos exigidos em casos como o pré-natal, “ alertou o líder da Bancada Roberto Felício.

O governo alega que seu objetivo é limitar os altos índices de absenteísmo na área da educação e diz que a alternativa é o funcionário público se licenciar. Para os petistas o governo Serra, não leva em conta as precárias condições dos trabalhadores, em sala de aula superlotadas, os problemas causados pelo giz aos sistemas respiratórios e fonético, além do stress provocado pelas situações de tensão, violências e ameaças vividas por educadores.

Outra observação apontada pelo PT é que a falta de condições de trabalho provocada pela saúde precária dos funcionários públicos poderá comprometer a qualidade dos serviços públicos e refletir no atendimento à população.



Fonte:PTAlesp

AddThis Social Bookmark Button

1 comentários

Postar um comentário