PSDB e DEM: Vergonha e Escândalos em São Paulo

Por Guina

Cada dia que passa o povo de São Paulo se assusta mais com a vergonhosa administração do PSDB e do DEM.

São desmandos dos mais variados e agora pipocam vários indícios de desvio de dinheiro público nos dois poderes do estado.

Segundo matéria na edição impressa do Jornal da Tarde, quatro servidores da Prefeitura de São Paulo, movimentaram R$ 23,2 Milhões para pagamentos de despesas em 2007.

O valor equivale a 34% do total usado pelo executivo-R$ 68,2 Milhões-com adiantamentos, sistema usado para custear gastos de emergência ou pequeno valor. Não há, porém, como saber quem recebeu o dinheiro.

A matéria ainda destaca que, desde o início da administração Kassab(DEM), os gastos com adiantamentos subiram. Em 2005, foram de R$ 41,3 Millhões; em 2006, R$60,4 Milhões (ou 46% a mais). No ano passado, chegaram a R$68,2 Milhões, crescimento de 12,9% sobre 2006.

O Jornal expõe também a triste e vergonhosa manobra dos aliados do governador José Serra(PSDB), que 'enterraram' uma possível investigação sobre os cartões de débitos do governo estadual, onde foram gasto R$ 108 milhões em 2007, sendo que quase metade desta quantia (R$ 48,3 milhões) foi sacada na 'boca do caixa' em dinheiro. E que 144 operações da Saúde-no total R$52,6 mil-foram lançadas sem o estabelecimento onde a compra foi feita. Também há gasto de R$84,6 mil no Bufê Bellita. Na educação, gastos 'no escuro' somaram R$284,9 mil.

Infelizmente este é o triste e fiel retrato do maior estado do país: uma locomotiva (des)governada por uma dupla de incompetentes, Serra e Kassab, pertecentes a dois partidos fraudulentos, o PSDB e o DEM.

A características de ambos são as inúmeras CPI's abafadas, que com o domínio na cânmara e na Assembléia Legislativa obstruem de forma vergonhosa qualquer tentativa de investigação contra os desmandos administrativos cometidos por ambos.

É realmente escandalosa a situação moral pela qual passa o estado de São Paulo. Tudo isso é feito sem que ninguém tome providência e com a chancela da podre mídia paulista: Folha de SP, Estadão dentre outros.

Fazer o quê? Como se não bastase a violência, impunidade, educação e saúde sucateadas, ainda temos que assistir a mais esta farra com o dinheiro público, sendo gasto de forma irresponsável e tudo feito às escuras, sem transparência alguma.

O povo precisa tomar uma atitude urgente: Ou varre-se de um a vez por todas o PSDB e o DEM do comando da prefeitura e do estado ou corremos o risco de chegarmos auma situação irrevesível.

Acorda São Paulo! Ou damos um basta nesta sujeirada toda ou estamos ferrados.

AddThis Social Bookmark Button

3 comentários

  • Anônimo  
    16/2/08 11:33 PM

    Números do governo ALOPRADO

    R$ 78 milhões - Foi o total de gastos com o cartão corporativo do governo federal em 2007. Desse total, R$ 58 milhões (75%) foram em saques. Apenas R$ 19,2 milhões foram comprovados com faturas.

    http://gazetaonline.globo.com/jornalagazeta/politica/politica_materia.php?cd_matia=405459&cd_site=105

  • Anônimo  
    17/2/08 5:46 PM

    VCS TÃO CAGADOS E RECLAMANDO DE ALGUÉM UE PEIDOU ??

    ME POUPE !

  • Jussara Seixas  
    19/2/08 5:34 AM

    Serra não entrega os kits escolares
    Alunos da zona norte ficam sem kit escolar
    DO "AGORA"
    Alunos de pelo menos três escolas estaduais da zona norte ficaram ontem sem o kit com escolar, prometido pela Secretaria de Estado da Educação para o primeiro dia de aula. Já na escola Maria Zilda Gamba Natel, no Morumbi (zona oeste), que recebeu a visita do governador José Serra (PSDB) e da secretária Maria Helena Guimarães de Castro, os alunos receberam o kit.No último dia 7, a pasta informou em seu site que alunos estaduais dos ensinos fundamental e médio receberiam os kits no primeiro dia de aula -ontem. Isso, porém, não ocorreu nas escolas estaduais Professor Crispim de Oliveira, João Solimeo e Clodomiro Carneiro.
    KASSABB FECHA BIBLIOTECAS
    Prefeitura alega falta de demanda e decide fechar quatro bibliotecas em SP
    O prefeito Gilberto Kassab (DEM) determinou o fechamento de quatro bibliotecas em São Paulo. Segundo a Secretaria Municipal de Cultura não havia demanda para as unidades, mas dados da própria prefeitura mostram que houve uma média de 50 acessos por dia, em cada uma delas, nos primeiros nove meses de 2007.Uma unidade, no Alto da Lapa, está fechada há um mês. As outras, duas na Vila Mariana e uma no Tatuapé, irão interromper os empréstimos até o fim do mês. Juntas, tinham acervo de 165 mil livros e somaram 58.842 acessos de janeiro a setembro de 2007.Os prédios das bibliotecas Cecília Meireles, Alto da Lapa, e Zalina Rolim, na Vila Mariana, passarão para as subprefeituras locais e serão transformados em centros de convivência.
    Para assinantes
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/inde19022008.htm
    Isso é a educação em SP nas mãos de Serra / Kassab

Postar um comentário