Prefeito do PSDB é preso por comprar votos no Pará

São Paulo - A Justiça Eleitoral do Pará fez ontem a primeira prisão por crime eleitoral no Estado nesta eleição. A juíza eleitoral da 33ª zona, Rita Helena Barros Fagundes Dantas, prendeu em flagrante Fernando Edson dos Santos Loureiro (PSDB), prefeito de Santarém Novo, à 180 quilômetros de Belém, quando trocava cestas básicas por votos à candidatos do PSDB.

De acordo com o jornal Diário do Pará, a prisão aconteceu, quando a juíza viu que muitas pessoas se aglomeravam em uma casa, de propriedade do prefeito, e desconfiou da movimentação. Ao entrar no local, encontrou, trancados em dois quartos, uma grande quantidade de material de propaganda e produtos alimentícios, como arroz, óleo, charque, biscoito, sal e café, além de caixas de papelão para a entrega de cestas básicas. Dezesseis caixas já estavam prontas.

Entre o material apreendido, estavam santinhos do deputado federal Nilson Pinto (PSDB) e do deputado estadual André Dias (PSDB), além de adesivos do candidato a presidente Geraldo Alckmin e do deputado estadual Pio Neto (PTB).

A juíza também recolheu um caderno com anotações de nomes e localidades e outro com relação de pessoas, valores monetários e materiais de construção. No meio desse material, estava o título de uma eleitora. O prefeito foi enquadrado no artigo 299 do Código Eleitoral, que dispõe sobre compra de votos, pagou fiança e foi liberado na manhã desta sexta-feira.

As informações são do Terra

AddThis Social Bookmark Button

1 comentários

  • Antonio  
    10/4/08 10:46 AM

    Não entendi porque o companheiro insiste em defender o PT ,pois aqui no acre, o governo petista , Binho Marques , com o consentimento do senador Tião Viana, profissionais na saude a preços de banana.E mais, usando da má versação do dinheiro público.Pois ainda existe em validade um concurso publico .

Postar um comentário