Vampeta

Por Marcos Loures

Em convenção morna, o PFL homologou nesta quarta-feira a coligação com o PSDB. O nome do senador José Jorge (PFL-PE) foi aprovado por aclamação para compor a chapa do tucano Geraldo Alckmin como candidato a vice-presidente.Afora a atmosfera tépida, a convenção da pefelândia foi marcada pelos ataques a Lula. Alckmin disse que o governo Lula é uma "mentira política". José Roberto Arruda, candidato do PFL ao governo de Brasília, insinuou que Lula bebe demais. Antonio Carlos Magalhães chamou o presidente de ladrão. E José Jorge tachou-o de traidor do Nordeste.Alckmin subiu à tribuna ao som do tema da vitória, aquela musiquinha que era tocada nas transmissões da Rede Globo sempre que Ayrton Senna vencia uma corrida de Fórmula 1. Além de tachar a gestão Lula de "mentira política", criticou a fúria inauguratória do adversário: "Agora se inaugura pedra fundamental até no final de governo".Nesta quarta-feira, o vice de Alckmin preferiu tentar desqualificar Lula de outro modo. Nordestino como o presidente, o senador disse que Lula "traiu" a sua gente. Tornou-se, segundo as suas palavras, "um conterrâneo mal aculturado" no Sul."Não sou um nordestino desnaturado como Lula, que nem ao menos respeita sua extraordinária saga de emigrante, recheada de tragédias", afirmou José Jorge. As referências regionais do senador não nasceram do nada. É no Nordeste que Lula prevalece sobre Alckmin de maneira mais acachapante. O presidente desponta na região com uma média de 70% da preferência do eleitorado.Coube a ACM proferir o ataque mais incisivo contra o presidente. "Hoje, o Palácio do Planalto tem que ser higienizado...", disse ele. "Temos que mostrar o verdadeiro Lula. Não o Lula que paga publicidade para a imprensa e para televisão, mas o Lula ladrão".Embora as sondagens eleitorais o acomodem em posição de franca desvantagem em relação a Lula, Alckmin tentou ostentar em seu discurso um timbre triunfante. Convidou os presentes a subirem com ele a rampa do Palácio do Planalto em janeiro de 2007.

Agora só falta convencer os eleitores.Coisa linda de se ver é o desespero absoluto nesta tragicomédia que se anuncia na chapa "UNIDOS VENCEREMOS".As palavras doces e suaves de uma pessoa com a competência administrativa e gerencial de José Jorge, coronel nordestino que sempre teve uma ação pródiga em defesa desse povo que representou, a vida inteira com dignidade e bravura, demonstram o quanto poderemos esperar de tão amável criatura.O fato de ter ocorrido o apagão, enquanto este estava à frente do Ministério das Minas e Energias foi só uma coincidência, veja que maldade fizeram com o pobrezinho: "José Jorge foi ministro das Minas e Energia de Fernando Henrique na época da crise energética e ficou conhecido como o "ministro do apagão"".Isso é coisa desse pessoal petista que, além de criarem o maior esquema de corrupção deste país, adoram fazer intrigas com os nossos amados e dignos representantes.O fato de Antonio Carlos Magalhães ter chamado Lula de ladrão, deve ser verídico, pois desse assunto ACM entende muito bem.Aliás acho que isso é revanchismo puro, pois o safado do Lula não deve ter feito agrados para Toninho Bondade, como é conhecido esse amado senador.Temos que analisar também que o querido José Jorge, sabendo que seu povo nordestino é constituído, na sua maioria por masoquistas, tem todo o direito de explicar essa traição do presidente que redundou em maioria absoluta nas pesquisas.O povo nordestino adora sofrer, não é mesmo?Muito me causa estranheza, o fato de Lula ter esse alto nível de aceitação no Nordeste, me levando a crer que a traição impera naquela região. O povo se esqueceu das benesses dos coronéis. Povinho hipócrita esse...Realmente, outra coisa que me faz pensar é a proposta de higienização feita por Antonio Carlos Magalhães no Palácio do Planalto.Neste assunto, o amado senador é mestre. Como um excelente médico, conhecido por sua competência no meio científico nacional, com diversos trabalhos publicados, tem conhecimento de causa. Tanto que na Bahia governada muitos anos por sua equipe, temos um dos menores índices de mortalidade infantil e um estado exemplo no quesito "sanidade pública".Num outro momento, vemos a análise perfeita do velho doutor; quando diagnostica, incontestavelmente, o apoio da imprensa ao Presidente da República.A publicidade também é vergonhosa. Sendo que esse "ladrão", fica toda hora lembrando que a Petrobrás atingiu a auto-suficiência, que a diferença entre pobres e ricos no país diminuiu, que o salário mínimo ultrapassa, em muito os cem dólares prometidos pelo outro governo; que a fome diminuiu no país, que o número de estudantes pobres que fazem a faculdade aumenta a cada dia, que a inflação está sob controle, que as exportações estão batendo recordes, que o risco país é quase dez vezes menor do que quando assumiu, que a geração de empregos aumentou exorbitantemente, que o Brasil investe em alternativas energéticas, apresentando o biodiesel, que o empréstimo consignado permitiu o pagamento de dívidas e a aquisição de bens de consumo pelas classes mais pobres, que a venda de automóveis aumentou muito nesses anos, etc.Não se pode e nem deve fazer propaganda sobre isso! Isso é um absurdo! Concordo plenamente com Toninho Bondade, isso é anticristão, pois "que a sua mão direita não saiba o que a esquerda faz".A não ser nos casos onde a curiosidade humana, fato perdoável, impere.Isso de criticar alguém somente pelo fato de violar um painelzinho de votações e sair sorrateiramente, para não se cassado e, depois, mandar grampear o telefone da amante é coisa de menor importância.
Espero, ansioso a chegada deste homem de bens, Alckmin na rampa do Planalto, vai ser mais emocionante que as cambalhotas do Vampeta.Aliás, vampeta é mistura de vampiro com capeta, você sabia?

AddThis Social Bookmark Button

1 comentários

  • Rita de Cassia Tiradentes Reis  
    22/6/06 10:36 PM

    É inquestionável a eficiência de nossa Polícia Federal, na elucidação de muitos crimes, mas é constrangedor verificar que nossas leis, ao permitirem medidas protelatórias, criam uma clara sensação de impunidade que a ninguém interessa, à exceção, é claro, dos beneficiários.
    Infelizmente, as CPIs , em vista da própria estrutura política , têm pouca força moral e chegaram a exigir uma CPI das CPIs, algo impensável, em termos de moralidade pública.
    Como a modernização do Poder Judiciário passa pela Câmara, uma nuvem de pessimismo varre qualquer esperança de se conseguir alguma coisa nesse sentido, pelo menos com este congresso que está aí!
    Quem bem define as conseqüências danosas de legisladores pífios é Montesquieu e quando estes se põem a serviço de governos moralmente questionáveis, isto é um desastre, como vimos na invasão do Iraque e quase vimos em Foz do Iguaçu, apesar dos desmentidos do “Tio Sam”...
    A herança deixada para Lula, já apelidada de maldita, é pesada demais, apesar de nenhum outro político ter melhores condições do que o atual Presidente, para desatar os nós que amarram o País a uma corrupção generalizada e de impunidade como jamais se viu na História da República!
    Para isso, deve contar ele com uma Polícia Federal forte, altiva e atuante, pois na verdade, nossos políticos, de maneira geral, continuam sendo um caso de polícia!
    ESCRITO POR MARCOS COUTINHO LOURES

Postar um comentário