José Serra inventa "realizações" em panfleto do IPTU



A administração do prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB), inflou estatísticas e realizações de sua gestão em publicidade impressa em modelo do novo carnê do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) divulgado anteontem (5/1) pelo secretário municipal das Finanças, Mauro Ricardo Costa. As informações foram publicadas ontem (6), no jornal "Folha de S. Paulo". Conforme aponta a reportagem, o novo carnê, com a atualização monetária de 5,5% no valor a ser pago, começará a ser distribuído a partir da próxima terça-feira a 2,8 milhões de paulistanos. Mas o balanço de governo contém diversas informações incorretas.
Números inflados de hospitais e pessoas atendidas na SaúdeO panfleto diz, por exemplo, que "estão em reforma" 14 hospitais municipais e 17 prontos-socorros. Mas, segundo a Secretaria da Saúde, todas as unidades estão em fase de licitação. Nenhuma está em obra. Ainda na área da saúde, prioridade de Serra – um dos tucanos mais cotados para disputar a sucessão presidencial –, o balanço anexado ao IPTU diz que 22 mil pessoas foram atendidas pelos mutirões de saúde. Em entrevista gravada anteontem, a assessoria de imprensa da secretaria disse que foram 10.551 atendimentos.
Falsos números na Educação e no Trabalho
Na pasta da Educação, o folheto de Serra diz que "foram entregues 55 novas unidades escolares, 48 delas para substituir escolas de lata (que se assemelham a contêineres) já demolidas". Mas um e-mail enviado anteontem ao jornal "Folha de S. Paulo", Folha pela Secretaria Municipal da Educação dá outros números, menores. Diz que, ao todo, desde que Serra assumiu a prefeitura, foram entregues 25 escolas em substituição às de lata e sete outras novas unidades – três creches, duas de educação infantil e duas de ensino fundamental.
O folheto diz ainda que "o cardápio da merenda escolar foi reforçado com alimentos ricos em ferro e outros nutrientes". Mas o reforço ainda está em discussão. Não há prazo para a implantação.
Na pasta de Trabalho, o folheto diz que, das 60 mil pessoas atendidas pelos centros de apoio ao trabalho, "4.000 pessoas estão empregadas". Segundo dados oficiais, são 3.093 pessoas.
Saindo pela tangente...
O jornal "Folha de S. Paulo" procurou a assessoria de imprensa do prefeito às 16h30 de anteontem para questionar as estatísticas conflitantes com dados oficiais da própria administração. Às 19h15, assessores de Serra responderam que o material distribuído à imprensa com informações sobre o primeiro ano da gestão era "fake" [falso, em inglês]. Estariam ali apenas para ilustrar o novo modelo de carnê.
Segundo a prefeitura, os dados que constarão nos carnês dos contribuintes serão os corretos. De manhã, o secretário das Finanças não disse que o material era "fake". No material distribuído à imprensa, constam duas cópias do balanço com os números inflados. Em uma delas, a inscrição: "informações qualitativas".
Quando os assessores de imprensa da prefeitura disseram que o material era "fake", a Folha solicitou uma cópia do modelo verdadeiro, que será utilizado no verso do carnê do IPTU que os paulistanos começarão a receber na semana que vem. A assessoria disse que não seria possível enviar o texto final porque o mesmo ainda está em fase de elaboração. Ressaltou que os carnês ainda não foram enviados à gráfica, mas que isso não atrasará o cronograma de postagem.
Fonte: PT Com informações da Folha de S. Paulo /PORTAL VERMELHO

AddThis Social Bookmark Button

1 comentários

  • lobo da montanha  
    7/1/06 7:11 PM

    eram muitos empresarios louos para ontinuar mamando nas tetas do governo federal.Delubio, acometido da síndrome do tezoreiro, cuja sintoma é a fixação no lema (DINHEIRO NÃO TEM PATRIA),pegou as contribuiçoes e destribuio com quem tava precisando.
    Delubio se perdeu no MAR DOS MILHÕES, deixados pelo FHC> perdeu-se e afogou-se, porque se destanciou do povo; pois o povo sabe que neste pais somente o pobre se cometer qualquer delito e processado e preso.
    sou petista e ajudo a PTporque sei que tonos nos defendemos os enteresses do POVÃO.
    Não concordamos com leis que previlegia os ricos e protege os grandes patrimonios egoistas, muitos deles formados as custas do suor do povo brasileiro.
    Nos petistas somos a esperança que não precisa ter sangue azul, nem ser de nome e sobrenome, para chegar lá. O HOMEM É PRODUTO DO MEIO,É SÓ TER OPORTUNIDADE QUE QUALQUER UM CONSEGUE COM DIGUINIDADE SER UM DOUTOR...

Postar um comentário